Oposição que nasce não se confunde com interesses mesquinhos, diz Ciro

Em crítica indireta ao PT, pedetista coloca-se como líder de uma nova resistência a Bolsonaro

Em texto publicado em suas redes sociais, Ciro Gomes, do PDT, desejou boa sorte a Jair Bolsonaro, eleito presidente neste domingo 28. Ele afirmou que o ex-militar enfrentará “a todos nós que lhe movemos oposição dentro do marco da decência e do espírito público”. 

Sem citar diretamente o PT, Ciro afirmou que “essa oposição que nasce não se confunde com forças que só defendem a democracia ao sabor de seus interesses mesquinhos ou crescentemente inescrupulosos ou mesmo despudoradamente criminosos.”

No segundo turno da disputa presidencial, Ciro esteve ausente do País por boa parte do tempo, ao passar as primeiras semanas descansando na Europa. Ele voltou ao país na sexta-feira 26.

No retorno, preferiu não declarar voto em Fernando Haddad, do PT. Segundo ele, sua decisão se dava por uma razão prática que ele não queria revelar no momento. Em vídeo a seus seguidores, ele adiantou que começaria a construir a partir desta segunda-feira 28“um grande movimento” em defesa da democracia brasileira, da sociedade mais pobre e dos interesses nacionais.

Ciro alertou Bolsonaro que não pense, “nem de longe”, em violar o respeito devido ao conjunto da nação, “independentemente de configurarem minorias ou grupos sociais críticos às suas posturas”. “Só assim merecerá o respeito à autoridade que adquiriu nas eleições.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *