Infecção adia alta hospitalar de Bolsonaro que estava prevista para esta sexta-feira

ELEIÇÕES 2018 – O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, que tinha alta do Hospital Albert Einstein prevista para esta sexta-feira (28), teve sua saída adiada devido a uma infecção diagnosticada após a retirada do cateter.

Bolsonaro está internado em São Paulo desde 7 de setembro, um dia depois de ter sido esfaqueado em ato de campanha em Juiz de Fora, Minas Gerais. O médico que trata o presidenciável no Albert Einstein, Antônio Luiz Macedo, disse que a bactéria encontrada é um “germe simples de pele, de fácil tratamento”.

Ainda assim, Bolsonaro continuará no hospital sob tratamento com antibióticos. A expectativa agora é que sua alta seja dada entre sábado (29) e domingo (30). Em boletim divulgado na quinta-feira (27), o Einstein não menciona complicação.

O texto informava “boa evolução clínica” e que o paciente não apresentava dor ou febre. Relatava ainda que os exames laboratoriais estavam estáveis, e, nos últimos dias, o candidato já se alimentava, caminhava e postava nas redes sociais.

As bactérias da pele, tanto do paciente quanto do profissional que o manipula, podem contaminar o cateter. Toda vez que o acesso é retirado, o procedimento prevê que o hospital realize exames na ponta do equipamento, que fica em contato com o sangue, a fim de analisar a existência de contaminação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *